Português Italian English Spanish

Trump ameaça fechar fronteira com México na próxima semana

Trump ameaça fechar fronteira com México na próxima semana


Declaração foi publicada nas redes sociais do presidente dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (29) que fechará a fronteira com o México na próxima semana se "toda imigração ilegal" não for finalizada. "Se o México não parar imediatamente toda a imigração ilegal que chega aos Estados Unidos por meio do sul da fronteira eu irei fechar a fronteira ou grandes seções dela na próxima semana", escreveu o republicano em sua conta no Twitter. Em uma série de publicações, Trump acusou o governo mexicano de não fazer nada para impedir a chegada de caravanas de imigrantes da América Central aos Estados Unidos.

"Isso [impedir que imigrantes cruzem a fronteira] seria tão fácil para o México fazer, mas eles só pegam nosso dinheiro e 'conversam'", acrescentou.

Trump afirmou que seu governo perde muito dinheiro com os mexicanos, principalmente em decorrência do tráfico de drogas. O presidente norte-americano ainda ressaltou que as leis de imigração do país "são as mais fracas do mundo" e, que, justamente por isso, o Congresso precisa alterá-las. Por sua vez, o secretário de Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, rebateu o magnata e disse que o governo mexicano "não age com base em ameaças".

"Somos um grande vizinho. Quem melhor pode dizer são os 1,5 milhão de americanos que escolheram o nosso país como lar, a maior comunidade dos EUA fora da União Europeia. Para eles nós também somos o melhor vizinho que poderiam ter", respondeu em sua conta no Twitter.

Muro

No último dia 26 de março, o chefe interino do Pentágono, Patrick Shanahan, autorizou o desbloqueio de US$1 bilhão para a construção de um trecho do muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. A quantia foi a primeira liberada desde que Trump declarou emergência nacional, em 15 de fevereiro, para conseguir remanejar os recursos federais e garantir os fundos necessários para a construção do polêmico muro, já que os democratas, no controle da Câmara, rejeitaram financiar a obra. O custo total da principal proposta defendida por Trump durante sua campanha eleitoral é avaliado em dezenas de bilhões de dólares. (ANSA)

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário