Português Italian English Spanish

STF bloqueia R$ 1,6 milhão em bens de Aécio Neves

STF bloqueia R$ 1,6 milhão em bens de Aécio Neves


A decisão também vale para a irmã do parlamentar, Andrea Neves

 

Por 3 votos a 2, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira (12) o bloqueio de R$ 1,6 milhão em bens do deputado Aécio Neves (PSDB-MG), para que seja garantido recurso para pagamento de multa caso o parlamentar venha a ser condenado em suspeita de esquema de propina com o grupo J&F.

A Primeira Turma atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que havia sido negado anteriormente em análise individual do ministro Marco Aurélio Mello. A decisão também bloqueia os bens, no mesmo valor, de Andrea Neves, irmã de Aécio. 

Aécio é acusado de receber R$ 2 milhões em propina do empresário Joesley Batista, para que favorecesse os interesses do grupo J&F como senador. 

Ao julgar o caso, os ministros diminuíram o alcance do bloqueio. A PGR havia pedido R$ 4 milhões, para que além da garantia da multa, houvesse também a reparação de danos morais coletivos, o que não foi aceito pela maioria. 

A defesa de Aécio e Andrea Neves alegaram que não havia necessidade de bloqueio dos bens e que não há provas de ilícito na conduta do parlamentar.

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário