Português Italian English Spanish

Justiça arquiva processo contra Haddad ao 'não ver indícios de favorecimento' do petista a empreiteira

Justiça arquiva processo contra Haddad ao 'não ver indícios de favorecimento' do petista a empreiteira


Ex-prefeito de São Paulo foi denunciado por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e corrupção passiva faltando um mês para eleição presidencial

O Tribunal de Justiça de São Paulo arquivou o processo que acusava o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e corrupção passiva. O caso, aberto pelo Ministério Público em setembro do ano passado, faltando um mês para a eleição, apontava que o petista teria solicitado e recebido indevidamente da UTC Empreiteira o valor de R$ 2,6 milhões em 2013.

Na denúncia, o MP dizia que João Vaccari Neto, na época tesoureiro do PT, teria "em nome de Haddad" pedido dinheiro a Ricardo Ribeiro Pessoa, controlador da UTC Participações, para o pagamento de dívidas com gráficas responsáveis pela impressão de material de campanha do ex-prefeito em 2012.

Pessoa foi preso em uma das fases da Operação Lava Jato e firmou acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República em 2013. O grupo empresarial UTC entrou com pedido de recuperação judicial no ano passado.

O relator do processo, no entanto, afirmou que não há "justa causa para o prosseguimento da ação penal", em razão da falta de indicação de vínculo entre o cargo ocupado pelo paciente e possíveis vantagens obtidas. "Além de não apontada na inicial a contrapartida específica que a empreiteira poderia esperar da prefeitura, não há indicação de que, durante o exercício do cargo, o paciente favoreceu de qualquer maneira a UTC", diz a decisão.


A assessoria de imprensa de Fernando Haddad afirma, em nota, que "é notório que o empresário já teve sua delação rejeitada em quase uma dezena de casos e que ele conta suas histórias de acordo com seus interesses. Também é de conhecimento público que, na condição de prefeito, Haddad contrariou, no segundo mês de seu mandato, o principal interesse da UTC de Ricardo Pessoa na cidade: a obra confessadamente superfaturada do túnel da avenida Roberto Marinho".

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário