Português Italian English Spanish

STJ nega prisão domiciliar para o médium João de Deus

STJ nega prisão domiciliar para o médium João de Deus


O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro negou nesta sexta-feira (8) um pedido de liminar ingressado pela defesa de João de Deus para a concessão de prisão domiciliar ao médium. O ministro citou trecho da justificativa da detenção, que cita a retirada de recursos das contas do líder religioso durante as investigações. 

Cordeiro destaca que relato de ameaça a uma das vítimas, "a qual afirmou que eles a alertaram do risco de morte a que ela estaria sendo submetida", visto o temor "que todos têm de João de Deus, pois dizem que ele manda matar todos aqueles que o afrontam".

No pedido, os advogados alegam de João de Deus, com 77 anos, tem saúde debilitada. O STJ chegou a determinar um laudo por parte da Justiça do Goiás.  O mérito do pedido de habeas corpus será analisado pelos ministros da Sexta Turma, ainda sem data definida.

João de Deus está preso desde 16 de dezembro acusado de abuso sexual mediante fraude. Na última semana, o filho do médium foi preso acusado de ameaçar testemunhas e tentar comprar o silêncio das mesmas.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário