Português Italian English Spanish

Chegada do outono acende alerta para prevenção de doenças respiratórias em pets

Chegada do outono acende alerta para prevenção de doenças respiratórias em pets

Data de Publicação: 28 de março de 2022 10:15:00
Veja os principais problemas que acometem cães e gatos na estação

chegada do outono faz com que as pessoas fiquem em alerta quanto a alguns cuidados com a saúde, o que não deve ser diferente no caso dos pets, principalmente quando pensamos nas doenças respiratórias.

A veterinária Kathia Almeida Soares, coordenadora técnica pet da MSD Saúde Animal, destaca as principais mazelas que acometem os bichinhos nesta época do ano. Antes de mais nada, vale dizer que a vacinação é o ponto mais importante para a prevenção das doenças. Assim, tutores devem estar atentos à carteira de vacinação do animal, que deve estar sempre em dia.

Saiba identificar as principais doenças da estação:

  • Tosse dos canis

A tosse dos canis, também chamada como gripe canina ou traqueobronquite infecciosa canina, é uma doença altamente contagiosa bastante comum em cães e que pode ser provocada por uma grande variedade de agentes etiológicos.

A doença é transmitida por meio de secreções respiratórias e é caracterizada por provocar nos cães um quadro de início súbito com ataque agudo de tosse e presença de secreção nasal e ocular.

  • Rinotraqueíte felina

A rinotraqueíte felina é uma doença respiratória grave e contagiosa, muito frequente em locais onde há aglomeração de animais.

A doença é transmitida através das secreções respiratórias, oculares e orais, e os felinos podem apresentar apatia, espirros, conjuntivite, secreção nasal e ocular, sendo que em alguns casos essas alterações podem ser crônicas.

  • Cinomose

A cinomose é uma doença muito grave e contagiosa, que pode ser fatal. Ela representa um risco não só para os filhotes, mas também para os cães adultos e os idosos. 

Sua transmissão acontece por meio de secreções respiratórias. A doença pode atingir basicamente três sistemas, o digestivo, o respiratório e o nervoso, acarretando muitas vezes sequelas que comprometem a qualidade de vida do pet ou o que é pior, levando o animal à óbito.

Vacinação e check-up preventivo

Sem sombra de dúvida é melhor prevenir do que remediar. É importante que os tutores realizem visitas periódicas à clínica veterinária e que a carteira de vacinação dos pets esteja sempre em dia, de acordo com a recomendação do veterinário que acompanha o animalzinho.

“Nas consultas, o médico veterinário pode avaliar o pet, orientando quanto às vacinações e outros cuidados preventivos de acordo com cada paciente e realizando o tratamento caso perceba que há alguma alteração no animal”, diz Kathia.

 

Chegada do outono acende alerta para prevenção de doenças respiratórias em pets

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário