Português Italian English Spanish

Exame comprova que influencer foi dopada e forçada a sexo anal durante rodeio em São Paulo

Exame comprova que influencer foi dopada e forçada a sexo anal durante rodeio em São Paulo

Data de Publicação: 7 de dezembro de 2021 14:28:00
Franciane Andrade revelou neste sábado que realizou novos testes e que foi vítima de um “boa noite, Cinderela” além do estupro em rodeio

 

Neste sábado (04), a influencer Franciane Andrade, 23 anos, revelou que mais um exame médico constatou que ela foi estuprada, dopada e sofreu lesões no rodeio de Jaguariúna, no interior de São Paulo, no último dia 28. A jovem afirmou que pagou por novos testes em uma clínica particular.

Franciane publicou uma série de vídeos nos Stories de seu instagram e revelou que fez um exame toxicológico. No resultado do teste ficou constatado que ela ingeriu a droga conhecida como “boa noite, Cinderela”, que é conhecida por fazer as vítimas perderem a consciência.

Bastante abalada por insinuações feitas após o caso, Franciane mostrou também que está ingerindo medicamentos e coquetel de prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis (DST), prescritos para vítima de estupro.

“Foi comprovado, sim, violência sexual. Não tem como falar que não foi. Além da parte da frente, teve também anal. Tenho fotos de todas as lesões. Não venha acusar a vítima”, desabafou Franciane.

“Vocês não sabem o que está passando na minha cabeça. Vocês não sabem o quanto acaba com a honra. Eu nunca menti na minha vida”, acrescentou.

Ela informa que fez os exames particulares pois “na delegacia estava marcado só para semana que vem”. “Resolvemos fazer preservando o resultado”, afirmou.

Investigação em Jaguariúna

A Delegacia de Jaguariúna investiga o estupro relatado por Franciane. Até agora, policiais interrogaram três colegas dela e um segurança que a acudiu no Rodeio de Jaguariúna.

A influencer afirmou em depoimento que não se lembra do que aconteceu na madrugada do último domingo (28) e que só descobriu ter sido estuprada quando procurou atendimento médico pois sentia dores no corpo.

Na noite dessa sexta-feira (03), o rodeio acabou retomado, mas o Ministério Público de São Paulo solicitou que a segurança seja redobrada no evento. O Metrópoles também apurou que houve pedido da vítima à Justiça para que sejam apresentadas imagens das 53 câmeras de segurança do rodeio, que não foram juntadas oficialmente ao inquérito que corre na 2ª Vara de Jaguariúna.

 

Franciane Andrade

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário