Português Italian English Spanish

Falta de diálogo? casos de traição no relacionamento aumentam durante quarentena

Falta de diálogo? casos de traição no relacionamento aumentam durante quarentena

Data de Publicação: 18 de junho de 2021 10:06:00
A verdade é que, por mais que as pessoas passem a imagem de que “trair é comum nos dias de hoje”, quando uma traição acontece, toda a família sofre.

Neste ano de pandemia, alguns estudos já mostram que os casos extraconjugais aumentaram. Para especialistas, a verdade é que a quarentena só escancarou um problema que acontece com frequência.

Diante desse cenário, muitas pessoas pensam que trair é algo comum, que todos fazem. Zilu Camargo, ex-mulher do cantor Zezé di Camargo, contou que passou por isso e considera algo normal: "Fui traída, sou traída e vou continuar sendo traída, quem não é?”.

Outras celebridades que foram traídas vieram a público falar que perdoaram uma traição. Foi o caso da influenciadora, Thaís Vasconcelos. “As pessoas têm a necessidade de fazer tudo parecer perfeito. Não sei qual a dificuldade de você assumir isso publicamente. É muito tranquilo. Por isso que falo, perdoei e perdoaria [de novo] a traição. Sou muito bem-resolvida”, disse em uma rede social, após a repercussão da traição do seu marido, o cantor Ferrugem.

Relacionamentos devem ser discutidos entre os dois para evitar traição. (Foto: Reprodução)

Relacionamentos devem ser discutidos entre os dois para evitar traição. (Foto: Reprodução)

Para o apresentador do Fala Que Eu Te Escuto, o Bispo Eduardo Bravo, a traição está banalizada. “Antigamente, era um escândalo. Hoje, trai e vai para as redes sociais”, comentou.

O programa desta quinta-feira citou exemplos de casos de traição que ficaram conhecidos e lembrou que não são apenas os homens que agem de forma infiel. Assim, também questionou os espectadores: “Todo mundo trai e, por isso, precisamos perdoar? Ou não se pode renunciar à fidelidade?”.

É possível perdoar?

Não são poucos os casais que já enfrentaram situações nas quais um dos cônjuges se envolveu emocionalmente, sexualmente ou virtualmente com outra pessoa e isso abalou seriamente a relação. A assessora de casamentos Angelina Rodrigues revelou que passou por isso. “Fui traída e perdoei. Acredito que é possível vencer essa condição. Porém, apesar de ter perdoado, fiz a escolha de romper aquele relacionamento. Acredito na fidelidade. Somente com ela há felicidade no amor”, comenta.

A verdade é que, por mais que as pessoas passem a imagem de que “trair é comum nos dias de hoje”, quando uma traição acontece, toda a família sofre. Há quem escolha pela separação, como Angelina, mas também há aqueles que decidem dar uma segunda chance. Contudo, se a pessoa não vencer o trauma e a desconfiança, viverá para sempre refém daquela traição. Então, seja qual for a decisão da pessoa traída, para que possa seguir a vida, sozinha ou não, é fundamental que se perdoe.

Traição não pode ser considerada como algo comum. (Foto: Reprodução)Traição não pode ser considerada como algo comum. (Foto: Reprodução)

A fidelidade existe

Para o jovem Alex Kardela, as pessoas precisam valorizar mais a fidelidade. “Meus pais foram exemplos para mim. Aprendi que existe, sim, casamento fiel. Estou casado há 7 anos e sigo fiel. Não podemos renunciar a isso. Quem ama de verdade não se permite trair”, pontuou.

Ao final do programa, 90% dos participantes votaram que não é possível renunciar à fidelidade. “Se você constrói uma casa sobre a rocha, ela vai permanecer. Se constrói sobre a areia, a tempestade vai levar. Essa rocha seria a fidelidade e a infidelidade é a areia, que vai destruindo vidas, famílias... Todas as quintas-feiras, temos a Terapia do Amor, uma escola do amor inteligente que vai ensinar a pessoa a como construir uma relação verdadeira”, conclui o Bispo Eduardo Bravo.

O pastor Guilherme Grando ressaltou a importância de cultivar confiança. “Isso é um dos pontos que a pessoa vai aprender na Terapia do Amor. Porque o casamento não existe sem confiança e, quando existe traição, há uma quebra de confiança. As palestras ensinam como evitar ou ser curado de uma traição”, finaliza.

 

 

Falta de diálogo? casos de traição aumentam durante quarentena

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário