Português Italian English Spanish

Agoniante: jovem indígena de Cuiabá percorre 9 km com ave presa em seu pescoço para pedir ajuda

Agoniante: jovem indígena de Cuiabá percorre 9 km com ave presa em seu pescoço para pedir ajuda

Data de Publicação: 29 de abril de 2021 10:46:00
O acidente aconteceu no sábado (24).

Um motociclista de 23 anos ganhou atenção nas redes sociais após sofrer um acidente inusitado enquanto pilotava sua moto em Barra dos Bugres, a cerca de 170 km de Cuiabá.

Eik Júnior Monzilar Parikokoriu seguia para a aldeia mato-grossense de Águas Correntes quando teve o pescoço perfurado ao ser atingido por um pássaro. Apesar do ferimento, o jovem indígena teria percorrido mais nove quilômetros com a ave presa em seu pescoço pelo bico até chegar ao seu destino e ser socorrido por familiares.

O acidente aconteceu no sábado (24). O pássaro da espécie ariramba-preta - que se assemelha a um beija-flor devido ao tamanho do bico - não resistiu ao impacto.

"O passarinho atravessou a minha garganta, mas deu tempo de eu chegar. Saiu muito sangue do meu nariz, do local (do furo) e eu cheguei em casa quase desmaiado. Eu senti que meu coração estava parando de bater. Eu tentava puxar o folego e não conseguia", detalha o jovem.

Ainda segundo Eik, a mãe e outros familiares o socorreram até a unidade de saúde da própria aldeia onde foram prestados os primeiros atendimentos médicos e a ave foi retirada de seu pescoço.

"A mão da minha mãe estava quente e ela estava desesperada. Eles começaram a orar por mim", acrescentou o jovem em seu relato.

Depois do primeiro atendimento médico, Eik foi levado em uma ambulância até a UPA da cidade, de pouco mais de 35 mil habitantes.

"Estou aqui para alertar, Deus é tudo na nossa vida. Deus me livrou e me deu mais uma chance de viver", finalizou o rapaz, que apesar do susto, foi liberado para voltar para casa logo após fazer o curativo.

 

Jovem indígena percorre 9 km com a ave presa em seu pescoço para pedir ajuda

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário