Português Italian English Spanish

Padrasto estupra garota que dormia e mãe dela o protege: 'estava só de calcinha'

Padrasto estupra garota que dormia e mãe dela o protege: 'estava só de calcinha'

Data de Publicação: 21 de novembro de 2020 08:14:00
Adolescente contou sobre estupro para a mãe, que pediu a ela para manter história em segredo; garota, então, falou com uma tia e com a irmã, que chamaram a Polícia Militar

A dor no corpo foi o que acordou uma garota de 14 anos, estuprada pelo próprio padrasto, 43, enquanto dormia em seu quarto na madrugada de sexta-feira (20). O episódio de violência sexual ocorreu no município de Uberaba, no Triângulo Mineiro, e o suspeito acabou detido após denúncias serem feitas à Polícia Militar (PM) pela irmã da adolescente e pela tia delas, que recebeu mensagens da garota denunciando o estupro pelo WhatsApp nas primeiras horas da manhã.

Em resposta à polícia no momento da prisão do suspeito, a mãe da menina violentada se impôs para defender o marido. Ela disse que o fato da garota ter dormido só de calcinha poderia tê-lo provocado, completou ainda que o homem estaria muito bêbado e drogado no instante em que estuprou a menina – a mãe estaria sob efeito de antidepressivos no momento da declaração, de acordo com a PM. 

O momento de terror vivido pela garota começou na madrugada, quando ela acordou com um incômodo na região da virilha e, mesmo sonolenta, percebeu que havia alguém ocando seu corpo. Quando despertou, percebeu que o padrasto havia arrastado sua calcinha para o lado e, logo em seguida, a violentou. Assustada, a menina pediu que ele parasse, instante em que o homem deitou de seu lado. Em relato à polícia, ela contou que gritou com o suspeito e disse que se ele fosse dormir ali, ela iria para o quarto da mãe. Segundo ela, o suspeito então sentou-se na beirada da cama e depois foi embora dormir.

Com medo, a menina correu para acordar a mãe e contar a ela o que ocorreu. A mulher, que tem 46 anos, ordenou que a filha não contasse nada a ninguém, principalmente para a família, e alegou que o marido só a teria estuprado por estar bêbado. A garota, então, mandou mensagens para uma tia materna que mora em São Paulo e contou tudo a ela. A tia, então, procurou a irmã da menina que mora em Minas Gerais e mandou que ela chamasse a polícia.

O suspeito foi achado no imóvel pela PM e detido. Ele não quis declarar nada, e disse apenas que em 2013 cometeu um homicídio. Questionada sobre o fato de não ter acionado os militares, a mãe da adolescente disse que seu marido é “um bom homem”, e que poderia ter cometido o estupro pelo fato de estar bêbado e por ter usado crack entre a noite de quinta-feira (19) e a madrugada de sexta-feira.

Ela também alegou que o fato da filha ter dormido apenas de calcinha “poderia ter gerado a agressão”, segundo descrito na ocorrência da polícia. A mulher não foi detida pois, de acordo com a PM, estava extremamente sonolenta e havia suspeita de que ela estivesse sob efeito de medicamentos antidepressivos. A adolescente foi levada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) onde recebeu os primeiros cuidados médicos.

 

Padrasto estupra garota que dormia e mãe dela o protege: 'estava só de calcinha'

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário