Português Italian English Spanish

Com apenas 25 anos, vereadora mais jovem da Capital promete um mandato participativo e conectado com a população

Com apenas 25 anos, vereadora mais jovem da Capital promete um mandato participativo e conectado com a população

Data de Publicação: 20 de novembro de 2020 10:34:00
Ele vislumbra um gabinete itinerante e pensa em desenvolver um aplicativo para atender a demanda da comunidade

Das 29 vagas para vereadores de Campo Grande, duas foram preenchidas por mulheres, Camila Jara (PT) foi a mais votada com 3.470 votos e está em seu primeiro mandato. 

Filha de jornalista e professora, Camila Jara será a mais jovem parlamentar entre os vereadores na Câmara Municipal de Campo Grande.

Camila explica que a decisão de enfrentar o pleito partiu do coletivo, de movimento estudantil e de participantes de movimentos sociais que acharam por bem ter uma representante na Câmara.

“A decisão de lançar candidatura saiu de um pedido coletivo de uma galera vinda de movimentos sociais, movimento estudantil e dentro do partido porque a gente entendia que as nossas pautas e a nossa voz não eram escutadas. Nossas demandas não eram processadas pela instituição política. Por isso, começamos a montar um movimento e levantar todas as questões de Campo Grande para entender quais eram os principais problemas e enfrentá-los para construir uma cidade menos desigual. A partir daí, a agente entrevistou mais de 700 pessoas e  começamos a pensar soluções dentro da função do Legislativo para sanar esses problemas”, explica Camila, que já tem 30 propostas prontas para apresentar na Casa de Leis.

A eleita afirma que vai exercer um mandato participativo e conectado com as pessoas. Ele vislumbra um gabinete itinerante e pensa em desenvolver um aplicativo para atender a demanda da comunidade. “Tudo foi uma construção coletiva. Desde o pensar no nascimento da campanha e a condução dela. É assim que a gente vai pensar e pautar o mandato”. 

A vereadora eleita defende que vai trabalhar para que a Casa de Leis se torne ainda mais democrática nos próximos anos.

"A gente vai lutar para esse quadro reverter, para que todos tenham o direito de ocupar esses espaços, vai ter muita garra, para que a voz que não é escutada atualmente na Câmara seja escutada." finaliza.

 

Com apenas 25 anos, vereadora mais jovem da Capital promete um mandato participativo e conectado com a população

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário