Português Italian English Spanish

Mongólia fecha fronteiras com surto de peste bubônica

Mongólia fecha fronteiras com surto de peste bubônica

Data de Publicação: 5 de julho de 2020 09:16:00
Pela segunda vez país volta a registrar surto da doença.

A Mongólia, país na Ásia, fechou suas fronteiras com a Rússia depois que autoridades de saúde anunciaram a morte de duas pessoas com sintomas de peste negra na cidade de Tsetseg, província ocidental de Khov, de acordo com o Centro Nacional de Doenças Zoonóticas do país. 

Os dois mortos foram um homem de 27 anos e uma mulher, ainda com idade desconhecida, que foram contaminados após ingerirem carne crua de marmota (rato) contaminada e imediatamente começaram a sentir os sintomas. O consumo de carne de marmota, apesar de proibido no país por restrições sanitárias, é muito comum. 

Mais de 150 pessoas próximas ao casal fizeram coleta de material em laboratório para teste da doença, mas o resultado ainda não foi anunciado. A mongólia já registrou a Mongólia já registrou duas mortes mor cocnta dessa doença. 

A peste bubônica matou de 75 milhões a 200 milhões de pessoas na Eurásia e África do Norte no século XIV, com mortalidades significantes na Europa, onde dizimou até 60% da população, e recorrendo periodicamente ao longo dos séculos.

Os sintomas são inchaço nos gânglios linfáticos na virilha, axila e pescoço, febre alta e supurações (formação de pus).

Mongólia fecha fronteiras com surto de peste bubônica

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário