Português Italian English Spanish

Estudo mostra que novo coronavírus já estava em águas residuais da Itália em dezembro

Estudo mostra que novo coronavírus já estava em águas residuais da Itália em dezembro

Data de Publicação: 19 de junho de 2020 09:06:00
Instituto responsável por pesquisa examinou 40 mostras coletadas entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020.

O novo coronavírus já estava presente nas águas residuais das cidades de Milão e Turim, norte da Itália, em dezembro de 2019, dois meses antes do registro oficial do primeiro paciente de Covid-19, afirma um estudo do Instituto Superior da Saúde (ISS).

Um comunicado do instituto explica que o estudo examinou 40 mostras de águas residuais coletadas entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020. "Os resultados, confirmados por dois laboratórios diferentes, com dois métodos distintos, confirmaram a presença de RNA", o ácido ribonucleico ou informação genética do SARS-Cov-2, nome do novo coronavírus, nas "mostras coletadas em Milão e Turim em 18 de dezembro de 2019", afirma o organismo.

Também foram encontrados traços idênticos em águas residuais de Bolonha (centro-norte) em 29 de janeiro de 2020, apesar de o primeiro caso de paciente com coronavírus na Itália ter sido detectado em 20 de fevereiro, perto de Milão.

O ISS explica que não há rastros do novo coronavírus nas mostras coletadas em outubro e novembro de 2019. "Esta pesquisa pode ajudar a entender o início da circulação do vírus na Itália e fornece informações coerentes a respeito das análises realizadas na França, em mostras de pacientes hospitalizados que deram positivo em dezembro de 2019", afirma o instituto.

Também foram encontrados traços idênticos em águas residuais de Bolonha (centro-norte) em 29 de janeiro de 2020, apesar de o primeiro caso de paciente com coronavírus na Itália ter sido detectado em 20 de fevereiro, perto de Milão.

O ISS explica que não há rastros do novo coronavírus nas mostras coletadas em outubro e novembro de 2019. "Esta pesquisa pode ajudar a entender o início da circulação do vírus na Itália e fornece informações coerentes a respeito das análises realizadas na França, em mostras de pacientes hospitalizados que deram positivo em dezembro de 2019", afirma o instituto.

Estudo mostra que novo coronavírus já estava em águas residuais da Itália em dezembro

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário