Português Italian English Spanish

Conor McGregor declara "Eu venceria Cerrone até gripado"

Conor McGregor declara "Eu venceria Cerrone até gripado"

Data de Publicação: 13 de janeiro de 2020 12:46:00
Irlandês mostra empolgação com retorno após mais de um ano afastado, mas faz mistério quanto ao futuro nos pesos-meio-médios: "Gosto do que está acontecendo hoje na divisão"

Ex-campeão dos penas e dos leves do Ultimate, Conor McGregor é o principal nome da organização em atividade. Onde o irlandês se propõe a atuar, seja no MMA, no boxe ou no mundo dos negócios, o sucesso é, de uma forma ou de outra, garantido. E agora, após mais de um ano afastado, "The Notorious" retorna ao octógono para enfrentar o experiente Donald Cerrone na luta principal do UFC 246, dia 18 de janeiro.

Empolgado com a volta aos holofotes do esporte e longe dos problemas na justiça em que esteve envolvido nos últimos anos, Conor McGregor tem pegado leve nas provocações ao americano. Porém, faltando uma semana para o esperado retorno, o lutador irlandês já começou a fazer seu jogo psicológico para tentar tirar a tranquilidade do adversário.

- Para mim, no momento atual da minha vida, esse é o caminho certo a seguir (sem causar tumulto antes da luta). É um momento especial, estou feliz em voltar e ter Donald Cerrone como adversário no início da temporada. Estou ansioso por esse encontro. Vai ser uma boa noite e vou brilhar no dia 18 de janeiro. Vou fazer mágica no octógono, como já fiz muitas vezes antes. Mas, dessa vez, vai ser algo especial - disse McGregor à "ESPN" americana.

Apesar de ter sido campeão na divisão até 70kg, Conor McGregor escolheu enfrentar Donald Cerrone na categoria de cima, o peso-meio-médio (até 77kg) mesmo com o americano tendo atuado a maior parte da sua carreira também nos pesos-leves. O motivo da escolha do irlandês?

- Eu simplesmente acho que ele não parece bem lutando nos leves. Ele é um atleta dos meio-médios. Na verdade, eu o venceria em qualquer divisão, até mesmo se eu estivesse com gripe. Mas estou feliz onde estou, a categoria até 77kg é emocionante e gosto do que está acontecendo aqui no momento. Tem Jorge Masvidal com esse cinturão ("Maior Casca-Grossa do UFC") e tem os outros caras lutando pelo cinturão linear (pertencente a Kamaru Usman). Então, só quero entrar lá, lutar e abrir todas as minhas opções.

Apesar de mostrar empolgação para lutar nos meio-médios, o objetivo final de Conor McGregor para o ano de 2020 é ter a sua revanche contra o campeão dos leves, Khabib Nurmagomedov, que o finalizou em outubro de 2018. Antes de enfrentar o russo, porém, o irlandês tem que vencer Donald Cerrone, claro, mas também deve ter mais alguma luta na divisão até 77kg.

UFC 246
18 de janeiro de 2020, em Las Vegas (EUA)


CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Conor McGregor x Donald Cerrone
Peso-galo: Holly Holm x Raquel Pennington
Peso-pesado: Alexey Oleinik x Maurice Greene
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Alexa Grasso
Peso-leve: Anthony Pettis x Carlos Diego Ferreira


CARD PRELIMINAR (20h15, horário de Brasília):
Peso-mosca: Roxanne Modafferi x Maycee Barber
Peso-pena: Andre Fili x Sodiq Yusuff
Peso-leve: Drew Dober x Nasrat Haqparast
Peso-pena: Chas Skelly x Grant Dawson
Peso-meio-pesado: Aleksa Camur x Justin Ledet
Peso-mosca: Tim Elliott x Askar Askarov
Peso-galo: Brian Kelleher x Ode Osbourne
Peso-mosca: Sabina Mazo x JJ Aldrich

 

Conor McGregor

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário