Português Italian English Spanish

Queda nos preços dos alimentos desacelera inflação ao consumidor

Queda nos preços dos alimentos desacelera inflação ao consumidor

Data de Publicação: 16 de setembro de 2019 O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) subiu 0,05% em setembro, após um avanço de 0,24% em agosto

A queda nos preços dos alimentos desacelerou a inflação ao consumidor dentro do Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) de setembro, informou nesta segunda-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) subiu 0,05% em setembro, após um avanço de 0,24% em agosto. Cinco das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais baixas, com destaque para o grupo Alimentação, que passou de uma alta 0,14% em agosto para redução de 0,68% em setembro. O item hortaliças e legumes caiu 12,36% em setembro, ante uma queda de 3,79% em agosto.

Os demais decréscimos ocorreram nos grupos Habitação (de 0,99% para 0,55%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,35% para 0,19%), Despesas Diversas (de 0,30% para -0,07%) e Vestuário (de -0,09% para -0,20%).

As principais contribuições partiram dos itens tarifa de eletricidade residencial (de 5,14% para 2,23%), artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,27% para -0,43%), alimentos para animais domésticos (de 1,27% para -0,96%) e calçados (de 0,23% para -0,45%).

Na direção oposta, houve elevação nas taxas dos grupos Transportes (de -0,31% para 0,17%), Educação, Leitura e Recreação (de -0,45% para 0,31%) e Comunicação (de 0,12% para 0,46%). Houve influência dos itens etanol (de -1,64% para 2,72%), passagem aérea (de -12,83% para 1,23%) e tarifa de telefone residencial (de 0,50% para 1,12%).

 

Queda nos preços dos alimentos desacelera inflação ao consumidor

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário