Português Italian English Spanish

Receita deve enviar ao Ministério Público as notas fiscais que envolvem Flávio Bolsonaro

Receita deve enviar ao Ministério Público as notas fiscais que envolvem Flávio Bolsonaro

Data de Publicação: 18 de maio de 2019 A informação foi antecipada pelo jornal O Globo; a decisão amplia as quebras de sigilo bancário e fiscal

 

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que a Receita Federal envie ao Ministério Público do Rio as notas fiscais emitidas em nome do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Os documentos a serem analisados são aqueles datados entre 2007 e 2018.

A informação foi antecipada pelo jornal O Globo. De acordo com a publicação, a decisão foi proferida na quarta-feira (15), no sentido de ampliar as quebras de sigilo bancário e fiscal dos envolvidos. Além de Flávio, também são alvos da medida a esposa do senador, seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, além de outros cinco parentes do ex-funcionário.

O Ministério Público apura suposto esquema de desvio no salário de servidores de gabinete da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Foram registrados valores superiores ao declarado como renda pelo ex-assessor e a sequência incomum de saques. 

No final de fevereiro, Queiroz admitiu repasses de funcionários de gabinete em sua conta. Os valores, segundo ele, teriam sido usados para a "multiplicação dos assessores da base eleitoral". A justificativa foi apresentada ao responder questionamentos dos investigadores. 

Outro lado
Em nota, a defesa de Fabrico Queiroz afirmou que ele recebeu a notícia da quebra de sigilo "com tranquilidade" e que já teve extrato exposto "por todos os meios de comunicação". Para os advogados, houve "mera tentativa de dar aparência de legalidade a um ato que foi praticado de forma ilegal".
Desde o início do processo, Flávio Bolsonaro nega que tenha participado de qualquer ilícito e afirma que a investigação não tem fundamento. 

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário