Português Italian English Spanish

Concurso INSS: com 19 mil cargos vagos, edital pode sair no 2º semestre

Concurso INSS: com 19 mil cargos vagos, edital pode sair no 2º semestre

Confira um diagnóstico de como está o quadro pessoal, uma clara realidade de que o órgão precisa de um novo concurso INSS

A equipe de jornalismo do Estratégia Concursos obteve dados alarmantes sobre a real situação de vacâncias no Instituto Nacional de Seguridade Social. De acordo com um levantamento feito pelo INSS repassado com exclusividade e em primeira mão ao Estratégia Concursos, o órgão possui hoje 19.251 cargos vagos dentre os 45.711 previstos na carreira do Seguro Social.

Só o cargo de Técnico, um dos mais procurados entre os concurseiros que buscam uma oportunidade, o número de cargos vagos ultrapassou os 14 mil cargos vagos. Todos os dados sobre o quantitativo de vagas estão disponíveis neste artigo.

Não é novidade que o INSS enfrenta hoje um déficit dramático de servidores na carreira do Seguro Social. Para quem não sabe, quem segue a carreira tem como missão realizar todas as atividades do órgão na administração dos benefícios previdenciários de milhões de brasileiros.

É clara a necessidade de que o INSS precise de um novo concurso. O próprio órgão já havia enviado no ano passado, em abril para ser mais preciso, uma nota técnica ao então Ministério do Planejamento, hoje sob o guarda-chuva do Ministério da Economia.

No documento, o INSS alertou sobre os impactos da falta de servidores no trabalho desenvolvido pela autarquia e solicitava a nomeação de excedentes oriundos da lista do último concurso, que expirou sem a convocação do cadastro de reserva.

O pedido para a realização de um novo concurso para o INSS encontra-se hoje sob a análise do Ministério da Economia. Para aumentar a situação preocupante do INSS, a autarquia registrou o 2º maior número de aposentadorias em todo Executivo Federal em 2018.

Ainda no fim do ano passado, em meados de dezembro de 2018, o órgão divulgou um anota informando que o número de aposentadorias aumentaria em 2019. Até o final deste ano o órgão prevê que mais de 10 mil servidores estejam aptos a se aposentar.

E quem espera pelo concurso do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) já pode ver uma luz no fim do túnel. O gerente executivo no Piauí, Ney Ferraz, indicou ainda nesta semana que um novo Concurso Público para o órgão está previsto para o segundo semestre deste ano.

Sem concurso vigente, um número alto de aposentadorias previstas em 2019 e com um quadro de servidores altamente deficitário, o INSS demonstra necessidade urgente para realizar um novo concurso.

Conforme o gestor, só no estado do Piauí o órgão conta com pouco menos de 900 servidores no INSS. Desse total, mais de 200 estão em condições de aposentadoria. O próprio INSS já havia confirmado oficialmente que mais de 10 mil servidores em todo o país devem se aposentar até o final do ano de 2019.

Concurso INSS – Cargos vagos

TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL

Vagos Ocupados Total
14.850 19.380 34.230

ANALISTA DO SEGURO SOCIAL

Vagos Ocupados Total
2.247 4.327 6.574

PERITO MÉDICO PREVIDENCIÁRIO

Vagos Ocupados Total
2.113 3.682 5.795

SUPERVISOR MÉDICO PERICIAL

Vagos Ocupados Total
41 71 112

INSS foi o 2º em aposentadorias no Executivo Federal em 2018

Segundo dados obtidos junto ao Governo Federal, o Instituto Nacional do Seguro Social só ficou atrás do Ministério da Saúde em número de aposentadorias em 2018 foram 2.393 servidores aposentados na carreira do Seguro Social. Só o cargo de Técnico registrou 1.544 aposentadorias em 2018.

Veja o ranking dos 10 órgãos com mais aposentadorias abaixo:

Posição Órgão Aposentadorias
M. Saúde 3361
INSS 2393
M. Fazenda 1171
MAPA 667
IBGE 451
UFRJ 387
Polícia Federal 353
C.Aeronáutica 325
C.Exército 306
10ª UFMG 291

Último concurso INSS

O último concurso do Instituto Nacional do Seguro Social foi realizado em 2015 e teve o Cespe como banca organizadora. O certame ofertou um total de 950 vagas, distribuídas entre os cargos de Analista (150) e Técnico (800).

A remuneração inicial para o cargo de Analista, cargo que tinha o nível superior como exigência, era de R$ 7.496,09, já estando incluído nesse valor gratificações de atividade. O cargo de Técnico requiria a formação em nível médio e contava com uma remuneração inicial de R$ 4.886,87, já incluso algumas gratificações. Ambos os cargos contavam com uma carga horária de 40 horas semanais.

A prova objetiva de ambos os cargos foi composta de 50 questões de conhecimentos básicos e 70 questões de conhecimentos específicos. As possíveis respostas das questões eram entre “Certo” e “Errado”. Os candidatos tinham 3 horas e 30 minutos para concluir o exame.

A prova objetiva para os dois cargos será composta de 50 questões de Conhecimentos Básicos e 70 questões de Conhecimentos Específicos. A prova de Analista (nível superior) será no turno da manhã e a prova de Técnico (nível médio) no turno da tarde. Ambas tiveram duração de 3h30 minutos.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário