Português Italian English Spanish

Denúncias de maus-tratos contra animais crescem quase 30% em um ano

Denúncias de maus-tratos contra animais crescem quase 30% em um ano

Um filhote de cão da raça Chow-chow foi resgatado por guardas municipais, na última segunda-feira (21), em Copacabana, após denúncias de maus-tratos. Este é apenas um dos muitos casos em que animais sofrem nas mãos erradas. As denúncias de maus-tratos em animais aumentaram 29,51% de 2017 para 2018. Desde 1º de janeiro, a Linha Verde já cadastrou 456 denúncias de casos similares. 

Em 2017, o canal recebeu 3.104 denúncias do tipo. Já em 2018, foram 4.020. No ano passado, os meses com maior número de denúncias foram outubro, com 471, e dezembro, com 465. 

De acordo com o Disque Denúncia, cachorros, gatos e cavalos são os animais mais denunciados como vítimas de maus-tratos. Em relação aos cães, a maioria das denúncias diz respeito a falta de alimentação, abandono, espancamento, entre outras coisas. Quando os gatos são citados, as informações mais comuns são de falta de higiene nas residências, má alimentação, pessoas que se utilizam de espingardas ou chumbinho para envenenamento, além de donos que dão "pauladas" nos animais. Sobre os cavalos, a maior parte das denúncias relata que ficam expostos ao tempo, carregam peso etc. Além disso, há relatos envolvendo galos que são postos em "rinhas de galo".

No caso do Chow-chow, o animal foi encontrado em uma caixa de papelão com muitos carrapatos. Um homem tentava vende-lo na rua Siqueira Campos, em Copacabana, por R$ 1 mil. A denúncia foi feita por uma cuidadora de animais que flagrou a situação. O animal foi levado ao veterinário, onde ficou comprovada a infestação por carrapatos, além de uma leve desidratação com temperatura de 39 graus. Após o flagrante, o homem que estava vendendo o animal foi conduzido para a 12º DP (Copacabana), onde o caso foi registrado. O animal ficou sob cuidados da mulher que fez a denúncia, segundo informações da Guarda Municipal. 

O Disque Denúncia recebe as denúncias de maus tratos contra animais, além de qualquer crime contra o meio ambiente, através da Linha Verde. A população pode ligar para (21) 2253 1177 e 0300 253 1177 (custo de ligação local) ou fazer a denúncia através do aplicativo de celular "Disque Denúncia RJ", onde é possível enviar fotos e vídeos, sempre com a garantia do anonimato. "As denúncias são enviadas aos órgãos competentes, como o Comando de Polícia Ambiental e a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente", explica em nota.