Português Italian English Spanish

Juíza restringe visitas de Haddad a Lula na prisão

Juíza restringe visitas de Haddad a Lula na prisão

 

A juíza substituta da 12ª Vara Federal de Curitiba, Carolina Lebbos Moura,  determinou nesta 6ª feira (25.jan.2019) que o ex-prefeito Fernando Haddad (PT-SP) não pode mais visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em qualquer dia da semana. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

Lula está preso em Curitiba desde o 7 de abril de 2018 após ser condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Lebbos cancelou o direito especial para que Haddad fosse escolhido como defensor jurídico especial do ex-presidente. Haddad terá de seguir o regime próprio das visitas sociais e só poderá visitar Lula à partir de agora somente às 5ª feiras.

Mesmo com a prisão de Lula, o PT tentou lançá-lo candidato à Presidência nas eleições de 2018. Após o TSE barrar  candidatura do petista com base na Lei da Ficha Limpa, o ex-ministro da Educação o substituiu como candidato presidencial petista.

A juíza diz que “não se identificou qual seria a necessidade e utilidade jurídicas de contato direto e constante de Fernando Haddad com o apenado”. 

E completa declarando que terminada a eleição não há necessidade do paulistano ser defensor jurídico especial de Lula:

“As eleições, ademais, já se findaram, não tendo a defesa comprovado nos autos a existência de processo ou qualquer medida concreta impugnativa que efetivamente conte com a atuação do procurador em questão.”

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário